O que o viajante deve saber sobre o uso da maconha no Canadá.

O que o viajante deve saber sobre o uso da maconha no Canadá.

O Canadá acaba de se tornar o segundo país a legalizar o uso recreativo da maconha – a Cannabis Sativa. Efetiva desde a última semana, a lei federal permite o porte de até 30 gramas da erva seca, e o plantio de quatro plantas, desde que licenciada, dentro de casa. A compra pode ser feita por varejistas licenciados de cada província, e o usuário deve ter, no mínimo, 18 anos.

Para viajantes, a princípio, a lei funciona da mesma maneira. Um artigo do Kayak, porém, destaca que precauções devem ser tomadas para quem vai ao Canadá e pretende fazer uso da maconha. Primeiro, e principalmente: não é permitido a entrada com a erva no país, seja em fronteira terrestre, naval ou aérea.

Se o viajante quiser consumir, deverá adquirir no próprio país em lojas aprovadas – levá-la para seu país de origem não é permitido.

E um alerta é acrescentado. Embora a lei seja federal, cada província é liberada para acrescentar regulamentos ou restrições adicionais que não se contraponham à norma geral do país.

“Cabe ao viajante se educar se a província para a qual viajam tem restrições adicionais, como se for estabelecido um limite de idade maior para a posse [da erva], ou restrições sobre onde a cannabis pode ser consumida”, explica o artigo.

Contar com outros produtos domésticos com base de Cannabis também é permitido. Confira neste guia o que é e o que não é permitido no uso da maconha no Canadá com a nova lei.

Compartilhe este post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 + 2 =