Simplificação dos programas de viagens pode trazer outros benefícios.

Simplificação dos programas de viagens pode trazer outros benefícios.

Flexibilidade e simplificação da gestão de viagens são cada vez mais necessárias nos deslocamentos a trabalho. É isso que mostra dois estudos recentes da Acte. Ambos indicam que os gestores estão buscando um equilíbrio entre uma abordagem mais focada no viajante, desenvolvendo políticas, e a necessidade de melhorar o compliance.

As expectativas de quem viaja estão mudando e um tratamento genérico, que possa ser usado para todos, pode resultar em viajantes reservando fora dos canais de preferência, que é o oposto do efeito desejado por travel managers e TMCs.

O levantamento mostrou também que os gestores de viagens estão relatando que os viajantes estão muito mais preocupados com as questões relacionadas à qualidade de vida – 31% afirmou um aumento dessas preocupações, enquanto 30% diz que muitos deles estão mostrando interesse em adicionar um pouco de lazer às suas viagens.

Oferecer novas ferramentas, como aplicativos mobile para fazer reservas e relatórios de despesas, pode ajudar a tirar um pouco da fricção das viagens a negócios. Adicionar opções alternativas de hospedagem, como as de economia compartilhada, é também uma opção de melhora das práticas dos deslocamentos de 22% dos entrevistados.

No entanto, é possível observar que o desejo de simplificar as políticas e programas de viagens enfrenta uma forte concorrência de outras prioridades. Para 94% dos gestores, duty of care vem na frente; 88% se preocupam com corte de gastos; 84% com segurança de dados; e 75% querem melhorar a satisfação do viajante. A simplificação é prioridade para 72% deles.

O curioso, no entanto, de acordo com o diretor executivo do Acte, Greeley Koch, é que justamente uma simplificação das políticas pode ajudar a alcançar os outros objetivos desejados pelos travel managers. O que os limita são os poucos recursos disponíveis e os diferentes níveis de suporte que recebem das partes interessadas. É por isso que é tão importante uma boa comunicação com os fornecedores, outros departamentos envolvidos da empresa e com os próprios viajantes.

Fonte: Tnooz

Conteúdo original: http://bit.ly/2icBFa5

Compartilhe este post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × 2 =