Uber lança Beacon para facilitar encontro do veículo em lugares lotados.

Uber lança Beacon para facilitar encontro do veículo em lugares lotados.

Solicitar um carro do Uber no seu celular não leva, automaticamente, o motorista até você. Embora o endereço leve o Uber até o local em que se encontra, muitas vezes não é fácil achar seu motorista, principalmente em locais tumultuados ou com muitas pessoas solicitando caronas no aplicativo simultaneamente, como em aeroportos e saídas de shows.

“O ponto de encontro entre o piloto e o motorista é uma das partes mais causadoras de estresse (da viagem). Muitas vezes você está na rua esperando o carro, e pode estar frio, escuro, e você precisa ficar procurando o veículo”, explicou o gerente de Produtos do Uber, Nundu Janakiram, ao site CNN Tech. “Os passageiros continuaram a nos dizer que eles estavam basicamente tentando descrever, por telefone, o ponto em que se encontrava no GPS”.

Para solucionar, ou ao menos aliviar o problema, duas ferramentas foram lançadas pela empresa recentemente. Uma delas é a instalação de um dispositivo chamado Beacon no para-brisa do automóvel: ao chegar no endereço em que se encontra o cliente, uma luz no Beacon começa a piscar uma cor pré-selecionada através do aplicativo, facilitando a vida do passageiro na hora de achar o veículo. O serviço já está disponível nas cidades de Nova York, Chicago e São Francisco, com previsão de expansão para outras localidades em que atua.

A segunda ferramenta é, na verdade, uma alteração de uma antiga funcionalidade do app: os passageiros poderão ativar um recurso de compartilhamento de sua localização através do GPS do smartphone, permitindo que o motorista vá ao ponto exato do mapa em que ele se encontra. A função, que antes era automática, foi descontinuada devido a reclamações quanto a invasão de privacidade que acarretava, uma vez que permitia a empresa rastrear o celular mesmo depois do final da corrida.

“Queríamos garantir que os nossos clientes soubessem e optassem pela opção de rastreamento, sempre tendo em mãos o poder de desligá-lo”, explicou o gerente de Produtos do Uber, Nundu Janakiram. “Muitas pessoas podem ver a utilidade deste recurso, mas querem estar no controle. Esse foi um princípio crítico do app”.

Fonte: CNN Tech

Conteúdo original: http://cnnmon.ie/2hNJmH4

Compartilhe este post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

8 + 10 =